Consulte as mais bonitas estradas de Portugal:

Estrada Nacional 222
Em 2015, o mundo descobriu a Estrada Nacional (EN) 222, estrada que liga o Peso da Régua ao Pinhão, depois de ser nomeada pela Avis como a melhor do planeta para conduzir. O estudo recebeu candidaturas de todo o mundo e, para encontrar a melhor, foi preciso criar uma fórmula que tem em conta a aceleração, o raio das curvas e o comprimento das retas. Com 93 curvas ao longo de 27 quilómetros e uma vista única sobre a região vinícola do Douro, a EN22 sem dúvida um percurso a não perder. E, ainda por cima, está aqui tão perto.
ASA próximas: ASA PESO DA RÉGUA | ASA-P QUINTA DO MONTE TRAVESSO

Estrada Nacional 247
Aqui se juntam o melhor de dois mundos. No percurso que liga Peniche a Cascais encontra de um lado toda a grandiosidade do Oceano Atlântico e, do outro, as beleza natural das nossas serras enquanto atravessa, por exemplo, o Parque Natural Sintra-Cascais. É o percurso perfeito para quem gosta mais de retas e de curvas suaves.
ASA próxima: ASA 1 DEZEMBRO

Estrada Nacional 2
No início havia a Estrada Nacional 2. Depois vieram as outras. A N2, como é mais conhecida, é ao mesmo tempo um passeio único e uma viagem às origens do nosso País. Com 737 km, a N2 liga Chaves, em Trás-os-Montes, a Faro, no Algarve. Nesta Estrada Património encontra de tudo: retas longas, curvas suaves e apertadas, túneis e muitas, muitas vilas secretas.
Consulte o nosso artigo N2

Estrada Nacional 230
Perfeita no verão, indescritível no inverno. É assim a Estrada Nacional 230, que liga Aveiro à Covilhã e que atravessa alguns dos pontos mais bonitos da Serra da Estrela. A viagem do mar à serra vai levá-lo a descobrir cenários que são dignos de produções de Hollywood.
ASA próxima: ASA AVEIRO | ASA UNHAIS DA SERRA

Estrada Nacional 267
A ligação entre Mértola a Almodôvar, no distrito de Beja, é um espaço quase selvagem onde a regra deve ser circular devagar e com precaução. Primeiro par poder absorver toda a beleza natural deste caminho, mas também pela possibilidade de dar de caras com um dos muitos linces ibéricos que têm sido libertados naquela região ao longo dos últimos anos.
PE-TP MÉRTOLA

 

DEVEMOS ESPERAR QUE O MOTOR AQUEÇA ANTES DE ARRANCAR 

Houve uma altura em que se recomendava deixar o motor aquecer primeiro, para garantir uma melhor eficiência do carro. Atualmente, com os carros bastante mais evoluídos, isso já não é necessário. Aliás, deixar o motor aquecer é inútil e só serve para aumentar os níveis de poluição da atmosfera e gastar combustível.UTILIZAR COMBUSTÍVEL DE MARCAR BRANCA PREJUDICA O CARRO

Se ainda és daquelas pessoas que acredita que ao abastecer num posto de marca branca, como o dos hipermercados, podes estragar o teu carro, enganas-te. A DECO realizou um estudo com quatro automóveis novos e iguais a diesel. Cada um dos veículos abastecia num posto de abastecimento de marca diferente e, após terem realizado vários quilómetros, os motores dos quatro veículos foram desmontados para verificar quais os danos ocorridos durante esse período. A conclusão foi óbvia: nenhum dos carros revelou diferenças entre os que abasteceram com combustível “premium” e os que abasteceram com combustível de marca branca.CIRCULAR COM O AR CONDICIONADO LIGADO GASTA MAIS COMBUSTÍVEL

A maior parte dos condutores desliga o ar condicionado quando o carro acende a luz de reserva de combustível e opta por abrir todas as janelas do veículo. Ao abrir os vidros do carro, quando se vai a uma velocidade superior a 80 quilómetros por hora, o vento lateral faz diminuir o rendimento do motor, e portanto, aumenta o consumo. Nestas condições, vais gastar mais do que se estivesses com o ar condicionado ligado. O caso só muda de figura se for a circular a velocidades baixas: o carro consome menos combustível se circular com os vidros abertos do que com o ar condicionado.CONDUZIR EM PONTO MORTO ECONOMIZA COMBUSTÍVEL

Este é um dos mais perigosos mitos sobre carros. Os veículos atuais já possuem injeção eletrónica e isso quer dizer que, numa descida, o carro deteta que não é preciso injetar combustível e interrompe o fluxo de combustível vindo do tanque, podendo até desligar o motor.QUANDO O CARRO NÃO PEGA, A SOLUÇÃO É SEMPRE EMPURRÁ-LO

Se o motor não liga é porque existe um problema grave. O que é que deve fazer? Verificar todas as coisas básicas como, por exemplo, a falta de combustível. E se nenhuma luz acende no painel quando tenta ligar o carro, a bateria pode estar descarregada, estragada ou o motor de arranque avariou.AS CAIXAS MANUAIS CONTINUAM A SER MAIS EFICIENTES QUE AS AUTOMÁTICAS

Durante muito tempo, a caixa manual era a mais eficiente, ao permitir escolher a mudança em que se quer conduzir e, assim, influenciar o consumo do combustível. No entanto, com a evolução das caixas de velocidades automáticas, o motor trabalha com menos rotações e atinge um consumo muito mais eficiente.DAR UM TIRO NO DEPÓSITO DO CARRO PROVOCA UMA EXPLOSÃO

Este deve ser um dos mais famosos mitos sobre carros. É habitual vermos, nos filmes de ação, que após um tiro no depósito de combustível o carro explode numa enorme bola de fogo. Mas isto é mentira. Por norma, a bala apenas perfura o depósito sem provocar qualquer faísca que possa incendiar o combustível, existindo apenas derrame de combustível.ACELERAR O CARRO ANTES DE O DESLIGAR LUBRIFICA O SISTEMA

Pelo contrário. Com os motores mais recentes, acelerar antes de desligar o carro retira o óleo lubrificante das paredes dos cilindros. Esta prática prejudica a próxima viagem – que terá um maior atrito dos vários componentes.OS CARROS ELÉTRICOS SÓ SERVEM PARA ANDAR NA CIDADE

Embora seja verdade que a maior parte dos utilizadores fazem essencialmente viagens curtas, um carro elétrico normal deverá poder fazer 200 quilómetros sem problemas e de forma confortável.

In: Prio.pt

Pontes

Perto da vila de Sintra, a 30 km de Lisboa, encontra-se o Céu à beira mar…

Azenhas dos MarCom uma vista avassaladora das encostas que descem até ao Oceano Atlântico, em toda a sua força, mas ladeada pelo cenário pitoresco das pequenas casas debruadas a azul, quase como que esculpidas na rocha. Neste cenário idílico, o mar corta as arribas formando pequenas piscinas naturais.

Situa-se na freguesia de Colares, a 14 km do Centro Histórico de Sintra.

Antes era conhecida pelo número de azenhas – algumas ainda à vista de todos – que por ali existiam, numa de aproveitar a força das águas que ali batem, estando assim explicado o nome por que é conhecido hoje: Azenhas do Mar. Agora que a energia já não tem de ser feita de forma tão artesanal, a aldeia transformou-se num dos mais célebres postais turísticos portugueses, sobretudo nas fotografias tiradas do miradouro que existe na parte sul, de onde temos vista privilegiada para uma cascata de casario caiado que desemboca no Atlântico, segurado por uma alta arriba em forma de concha.

Não muito longe daqui encontra a encantadora praia da Adraga…

Encravada entre arribas caprichosamente esculpidas pelo mar, a Praia da Adraga, muito procurada durante o verão, é também um belo local para passeios fora da época balnear. Encontra-se aqui um ambiente natural e preservado, a que as rochas, grutas e túneis acrescentam um tom pitoresco.

O acesso faz-se por uma estrada a partir de Almoçageme, que termina no parque de estacionamento junto ao Restaurante da Praia.

Fotos: Eurostops

 

ONDE FICAR COM A SUA AUTOCARAVANA

PE Azenhas do Mar 

 

 

A marafona é uma boneca feita à mão na aldeia de Monsanto e em Penha Garcia

Serve hoje para que as velhinhas que lá moram consigam amealhar umas moedas extra no final do mês, vindas de bolsos turísticos. Mas o seu significado é milenar, e desconcertante.

Superstições das Marafonas
Há duas crenças locais acerca dos poderes destas bonecas: uma primeira, que faz delas amuletos protectores contra tempestades, e uma segunda, enquanto objecto supersticioso para dar boa fortuna às mulheres no momento de engravidarem.

Por partes.

Falando primeiro do uso da marafona como pára-raios, podemos ir até às Festas de Santa Cruz, nas quais as mulheres, acompanhadas destes brinquedos, sobem ao monte santo, enquanto os abanam. A marafona, quando agitada à subida para o topo da colina de Monsanto, ganha poderes pouco prováveis, como este de afastar as trovoadas. Mas além disto, e mantendo-me ainda nesta utilidade de resguardar atribuída a tal boneca, a marafona é usada em Penha Garcia enquanto protectora de bebés e crianças. Colocam-se à janela marafonas de tamanho maior, e em número igual ao número de crianças que vive na casa, servindo elas assim de anjos da guarda dos mais gaiatos. Antes, era também frequente colocarem-se junto ao gado, para o proteger do mau olhado.

E indo agora ao segundo significado, também se faz dela um amuleto para a fecundidade. Segundo a tradição, a marafona é colocada debaixo da cama dos casais (especialmente na noite de casamento), e tendo em conta que é surda (não tem ouvidos), cega (não tem olhos) e muda (não tem boca), nada pode contar a ninguém. Fica assim ligada a cultos antigos e de raiz claramente pagã, como uma transcendente impulsionadora da fertilidade, causa tão comum em determinados objectos tidos popularmente como poderosos, como acontece, por exemplo, com as pedras parideiras, perto de Arouca.

A lenda e o corpo da Marafona
A ligação delas à aldeia de Monsanto é tão umbilical que, segundo a lenda, deve-se a elas uma vitória contra um poderoso inimigo (dependendo da versão, seria mouro ou castelhano) que sitiava o castelo. Reza a história que os poucos aldeões que se encontravam dentro de muralhas puseram marafonas a dançar alegremente, fingindo passá-las por mulheres de verdade. As tropas invasoras, ao vê-las indiferentes à sua débil posição, desmoralizaram tanto que abandonaram o cerco.

Quanto à sua anatomia, é, por dentro, uma cruz em madeira, onde se enrola um pedaço redondo de lã que forma a cabeça, trajada depois, em pano, com cores e padrões ao gosto de quem as faz. O facto de ser uma cruz remete-nos novamente para o carácter sagrado do objecto.

Numa visita a Monsanto, que vale sempre a pena, lembrem-se delas.

Foto: Eurostops

ONDE FICAR COM A SUA AUTOCARAVANA

PE-TP RELVA | PE MONSANTO | PE MONSANTO ESCOLAS